Para rir: Canção de ninar acalma as crianças antes de dormir? Veja!

17 de março de 2011

Bom dia pessoal!

Hoje não vou tratar de assuntos corrísticos, mesmo tendo realizado um grande treino ontem, mas resolvi   variar um pouco os assuntos!

Não pense que vai ser um post tranquilo!
Até recomendo ler de dia, pois tenho certeza que muitos no final do post vão...bom, deixa pro final do post!

Ontem recebi um e-mail do Rodrigo(Blog Meu Corpo Ativo) muito bom, fala um pouco sobre as canções de ninar do Brasil!

Nós, adultos, muitas vezes cantamos músicas para as crianças dormirem, na intenção de acalmá-las para que tenham uma ótima noite de descanso, mas você já parou para analisar o que essa músicas realmente dizem para os pequenos e bem na hora de ir dormir!?

Não adianta simplesmente fazer voz de seda e cantar:

Assustando crianças com canção de ninar
Desejando boa noite! Aterrorizando a noite! ha ha ha (risada do mal)

Entre tantas músicas que nós temos em nossa cultura para "acalmar"(para não dizer apavorar) as crianças antes de dormir, esse texto faz uma sátira muito boa!

Segue a conversa entre duas crianças


- E aí, véio?

- Beleza, cara?

- Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.

- Quer conversar sobre isso?

- É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?

- Como assim?

- Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar. Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô. O que eu fiz pra essa mina querer me pegar?  Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?

- Nunca.

- Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais: como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?

- Como assim, véio?

- Pô, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!

- Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.

- Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.

- Tipo o quê?

- Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato. Assim, do nada. Maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o bichano!

- Caramba! Mas por que ela fez isso?

- Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.

- Ainda bem. Pô, sua mãe é perturbada, cara.

- E sabe a Francisca ali da esquina?

- A Dona Chica? Sei sim.

- Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá, paradona, admirada vendo o gato berrar de dor.

- Putz! Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.

- Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe mesmo... Ela me contou isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta pra me levar embora.

- Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.

- Mas é ruim saber que o casamento deles não está dando certo... Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão, porque ela chama ele de 'Anjo'. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele passar desfilando e tal.

- Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.

- É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo, ela disse que a vizinha cria perereca na gaiola... já viu...essa rua só tem doido...


- Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?

- Putz, é mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito.

rsss




Ilustrando o que acontece exato momento da canção de ninar.

mãe cantando canções de ninar



Canção de ninar do Fred Krueger na Wikipedia:



Um, dois, O Freddy vem te pegar,
Três, quatro, é melhor trancar a porta.
Cinco, Seis, Agarre seu crucifixo,
Sete, oito, fique acordado até tarde.
Nove, dez, não durma nunca mais" 
.

Arrepiou né??
Eu sabia!! rssss

Então, durma com esse barulho...ou melhor, com essas canções! Ha ha ha!






Ajude a divulgar esse post!!!


Sobre o Autor:
Leonardo Nista Leonardo Nista é editor do ► Corro por Correr ◄ . Formado em Processamento de Dados e Administração de Empresas. Blogueiro nas horas vagas, gosta muito de esportes, e é louco por corridas de rua, desde que largou o cigarro. Seu interesse é trazer informações sobre corridas de rua e manter um blog com qualidade. Leia mais...

RSS/Feed: Receba automaticamente todas as novidades deste blog!
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito!!!

12 comentários:

Felipe de Souto disse... [Responder comentário]

Cara, que Post! Vou pensar melhor nas musiquinhas que canto para o meu afilhado! Agora esse diálogo aí dos guris foi bom demais! Quem escreveu isso merece um Oscar, é muita criatividade!! Obrigado pelos minutos de boas risadas!
Abraços
Felipe de Souto

Maracujá Brasil Cosméticos disse... [Responder comentário]

Pô Leo!!!!

Achei que você estava inspirado naquele lance de contos em 140 caracteres, mas agora você extrapolou!!!!

Bota inspiração hein?

Belo post!!

Abração

Amaral

Fábio Namiuti disse... [Responder comentário]

Nunca tinha pensado nisso até ler esse texto:
http://www.spiner.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=10

Não é à toa que a gente é tão traumatizado, hehehehe...

Caique disse... [Responder comentário]

Espero que não tenha cantado para você e nem para o Caique. Se ocorreu espero que você não tenha começado a correr (da Cuca, do bicho papão) por causa destas cantorias. hehehe

Rodrigo Xavier disse... [Responder comentário]

KKKKK

Rachei... Essa foi boa hein.

Como não tem a ver com corrida! Se o nenêm pudesse ele "correria" kms quando ouvisse estas musiquinhas...

Abraço

Rodrigo

Tassi ... disse... [Responder comentário]

Olá! Vi seu blog por ia pela net e adorei esse texto... quanta musiquinha maluca, nao é atoa que tem tanta gente desorientada por ai, crescer ouvindo essas coisas nao é nada facil..kkkkk...Uma boa noite pra vc...

Tassi
www.tassicleyton.blogspot.com

corroporcorrer.com.br disse... [Responder comentário]

Resposta para @Felipe de Souto

Eu também pensei várias vezes, mas acho que nunca cantei essas "coisas" pra ele! rss

O diálogo foi demais né, tem gente que manda muito bem!!

Abraços

corroporcorrer.com.br disse... [Responder comentário]

Resposta para @Fábio Namiuti

Na verdade, as crianças param de chorar quando cantamos essas "músicas", pois já perceberam que quanto mais choram, mais música cantamos. Então elas já entenderam a ameaça! rss

Abraços

Postar um comentário

Leia antes de comentar:

Use e abuse dos comentários é por aqui que vamos nos comunicar!! Responderei todos comentários aqui mesmo, por isso, retorne aqui mais tarde para ler a resposta!!

2º Não faça propaganda de produtos que não tem relação com o blog, esses comentários serão deletados.

Comentários com assinaturas com endereço de blog estão liberados!! Divulgue seu blog, vamos aumentar nossa rede de amizades!

4º - Duvidas: Qualquer que seja, escreva ela nos comentários, pois sua dúvida também pode ser a de outra pessoa! Duvidas por e-mail não serão respondidas, pois o intuito da categoria Tutoriais e Dicas é ajudar o maior número de pessoas possível.

5º - Utilize o Formulário de Contato para: Parcerias, Teste de produtos, Convites ou Sugestão/Crítica.

6º É proibido comentários de qualquer tipo de ofensa, seja contra outros usuários ou contra o Blog. Não é permitido também, qualquer tipo de preconceito de religião, política, opção sexual, classe social, raça... O autor tem o direito, e irá exercer, de remover o comentário. Para críticas, favor utilizar o formulário do item 5º.

Muito obrigado por comentar e volte sempre!!!

Amigos e Amigas