Volta a Ilha 2011 - por Felipe Arakawa

9 de maio de 2011

Fala Pessoas do Mundo Corrístico!

Antes do Volta a Ilha 2011, fiz um convite para o Felipe Arakawa, atleta do Clube da Corrida.

O convite: "Fazer um post sobre o Volta da Ilha 2011, após a prova"

O Felipe escreveu  um post emocionante, cheio de fotos, vídeos de largada e chegada, tudo aquilo que gostamos de ler para sentir a mesma emoção de quem participou da prova!


Felipe, deixo aqui meu agradecimento pelo post e meus parabéns pelo seu desempenho de guerreiro na corrida!!!


Boa Leitura!


E com vocês....Felipe Arakawa e o Volta a Ilha 2011!


Mapa e trechos do Volta a Ilha - 150k

A idéia desse post partiu do Leo, que após algumas conversas sobre o Revezamento Volta à Ilha, sugeriu que eu escrevesse um post contando essa saga, para que eu conseguisse transmitir melhor a emoção que envolve essa prova - tentarei fazer isso sem ser prolixo, mas não será fácil, pois são muitas coisas para contar.

A minha ligação com o Volta à Ilha começou em novembro de 2009, quando meu treinador me convidou para participar do Volta à Ilha 2010, que aconteceria em abril. Confesso que quando li o email, fiquei alguns segundos relendo que ele estava me convidando, porque era um sonho antigo participar desta prova, e quem a conhece, sabe o quão difícil é consegui uma vaga, que eu vou explicar o porquê mais adiante.

De cara eu aceitei o convite, lógico. Sem nem olhar agenda, aquilo se tornou prioridade máxima naquele instante, no dia seguinte comecei minha preparação. Bom, mas eu vou falar do Volta à Ilha 2011 e não 2010.

Acontece que a minha participação em 2011 foi sacramentada ainda em Florianópolis, logo após a edição de 2010, ali mesmo eu confirmei minha presença em 2011, e o nosso treinador deu preferência para que participássemos em 2011. Como o amigo Amaral diz, o bichinho da Ilha me picou, e 2010 foi um ano de muitas provas, mas sempre pensando em abril de 2011.

Quem já participou de uma prova de revezamento sabe o que isso representa. A corrida é um esporte solitário, apesar de você se ver rodeado de pessoas nas provas, naquele momento é você mais você, quando acabar a prova, a única pessoa a se cobrar é você mesmo. E o grande barato do revezamento é isso, poder compartilhar, e não precisa ser profissional para sentir isso, acho até que no amadorismo fica mais gostoso, porque é uma cobrança sadia, que na verdade parte de você mesmo, pois na minha equipe por exemplo, o ambiente é muito saudável, descontraído. Você está correndo com mais 7 amigos, e eles dependem diretamente de você, do seu esforço.



Felipe fazendo apoio para o Luiz, durante o trecho 15



Essa atmosfera que envolve uma prova de revezamento é contagiante. O clima do volta à ilha é intenso do começo ao fim, mesmo quando não se está correndo, há sempre alguma coisa para fazer; levar algum atleta para o funil de transição, levar água para algum atleta que está no trecho, fazer pace para um companheiro. Os momentos que ficamos dentro da van, nos remetem a infância, onde a brincadeira e a descontração tomam conta, isso durante um dia inteiro. Sim, muita bagunça e todo mundo suado! rss

Para 2011, comecei a me preparar efetivamente em outubro de 2010, quando disputei a Maratona de Revezamento Bertioga-Maresias, e também quando soube mais ou menos quais seriam os meus trechos no volta à ilha. E assim foram várias semanas de treinos específicos, de força, ritmo, intervalados, treinos de subida em Joaquim Egídio, longões e alguns simulados.



O Volta à Ilha existe desde 1996, quando um grupo de malucos se meteu a dar uma volta na ilha de Florianópolis correndo.


Só que o negócio ganhou força, e mais malucos aderiram, até que a prefeitura da cidade chegou e disse: "Opa, pêra lá! Não dá mais, a ilha não comporta tantas vans circulando um dia inteiro pra lá e pra cá."

De fato eles têm razão, em 2011 foram 390 equipes, considerando uma média de 1,5 vans por equipe, já que nem todos usam 2 carros de apoio, temos uma média de 585 vans circulando pela ilha num sábado inteiro. Não tem como mesmo, o trânsito em alguns lugares é caótico, uma loucura, e todo mundo com muita pressa, pois alguns trechos do revezamento são curtos para os atletas e longos para os carros, o que exige muita destreza por parte do motorista, para chegar a tempo no próximo trecho, além de uma estratégia inteligente por parte do coordenador de equipe.

A questão da limitação de equipes foi necessária, e isso gerou uma concorrência muito grande, já que quem participa há mais de 6 anos ininterrupto, garante vaga nas edições seguintes. Ou seja, quem corre há algum tempo tem vaga, e quem quiser correr, tem que entrar numa assessoria que tenha vaga ou tentar uma vaga de equipe em sorteio, por isso, como supra citei, não pensei duas vezes quando recebi o convite.



Saída do hotel, às 05h45. Números de identificação da Van



Esse ano, o Clube da Corrida levou três equipes, sendo dois de participação A e uma da categoria Aberta (competitiva), a qual eu fiz parte.



Todas as equipes juntas, concentração para a largada!


Equipe Aberta é onde os atletas de elite se inscrevem, não que eu e meus amigos sejamos, mas acabamos nos inscrevendo nessa categoria, pela menor procura de vagas, já que a largada é mais tarde, e consequentemente se tem menos tempo para concluir a prova, que se encerra às 20h15.

Nosso time foi composto por oito atletas, e o termo é este mesmo, TIME!

Nesse time, cada um correu pelo outro, dando apoio numa subida, numa praia de areia fofa, levando água, gritando, incentivando, e isso foi fundamental para a superação de cada um.




Equipe aberta unida para a largada



Eu corri três techos, totalizando 20,3Km. As seções foram: 8, 16 e 22. Duas delas eu já havia corrido em 2010, que foram a 8 e 22, Jurerê Tradicional e Via Expressa Sul respectivamente.




Concentração para saída do meu primeiro trecho



Correr dois trechos já conhecidos foi muito bom, pois numa prova de aventura como essa, o apoio por parte da organização é precário, não há sinalização, postos de hidratação, e nenhuma rua é interditada durante a corrida, o trânsito circula normalmente.

O trecho 8, de 5,3Km, vai da praia de jurerê tradicional até a praia da cachoeira do Bom Jesus, o trecho no encarte da organização é considerado fácil, mas no volta à ilha, o que é fácil é moderado, o que é moderado é difícil, o que é difícil é muito difícil e o que é muito difícil é pauleira! rsss

Esse ano, eu tive o azar de pegar o mar muito bravo, avançando na praia, além do sol, já que larguei às 10h25 da manhã, com uma lua em cima da cabeça. Corri fazendo zig-zag pela praia, fugindo das ondas e da parte de areia fofa, foi muito difícil, terminei exausto e com uma sensação de dever incompleto, pois não fiquei satisfeito com meu desempenho. Mas logo fui conversando com meus amigos no caminho para a Van, e todos foram dizendo: É isso aí cara, prova de aventura não dá pra fazer tempo, é pauleira mesmo, tem que correr do jeito que dá, e assim foram me incentivando.



Final do trecho 8, Cachoeira do Bom Jesus



O meu segundo trecho foi o 16, na praia da Joaquina, trecho super temido, considerado muito difícil, ou seja, pauleira à vista! O trecho tem 7,7km de areia fofa em todo o percurso. Para minha sorte, o mar neste horário, 15:00hs, estava mais calmo, o sol estava escondido atrás de nuvens e eu consegui correr boa parte do trecho na areia dura, fazendo alguns zig-zags para fugir das ondas.

Cheguei na transição e meus amigos ainda não tinham chegado do trecho anterior, por causa do trânsito de vans, e com isso perdemos aproximadamente 2 minutos, mas não nos estressamos, isso faz parte da prova e ninguém ali estava brigando por colocação, mas na hora dá uma aflição muito grande, de ficar sozinho no posto de controle, e todo mundo em volta gritando para eu dobrar (continuar o trecho seguinte), mas não continuei, porque isso na minha categoria caracterizaria penalização, pois cada atleta tem seu trecho definido.



Chegada do meu segundo trecho – seção 16 – Praia da Joaquina


O meu último trecho foi justamente o último da prova, o qual eu já havia feito no ano passado, e foi com uma alegria muito grande que recebi essa missão do treinador, de finalizar a prova. Saí para o trecho voando, porque sabia que meus amigos estavam na chegada me esperando para cruzar os 100 metros finais comigo.

Percorri os 7,3Km em 30 minutos cravados, num trecho com leves subidas, e isso com as pernas muito pesadas por causa dos trechos de areia. O trecho é solitário, já era escuro e cruzei com poucas pessoas correndo. Chegando na avenida Beira Mar, o clima de êxtase era total, faltando 100 metros meus amigos entraram na ciclovia comigo e subiram o deck de madeira.

Após 12h35m05s concluímos NOSSA prova. Nessa hora a emoção toma conta de todos, após meses de preparação e companheirismo, a conquista que sempre é individual na corrida, nesse caso passa a ser coletiva também, assim como o pódio, que é grande para comportar todos os atletas.



Equipe após recebimento das medalhas


Não há como ser indiferente a essa prova, eu já voltei querendo me inscrever para 2012, e todos meus amigos sentem isso também. A corrida em equipe permite esse sentimento que é ímpar, de poder trabalhar em equipe.




Vídeos




O começo da Corrida para o Felipe - Trecho 8






Fim de prova - A Chegada do Felipe(trecho 22) com o  time inteiro cruzando a linha de chegada juntos!


Sugestão: Retire a criançada da sala e aumente o som! (emoção ao concluir a prova com direito a falar o que quiser!)





Premiação - Recebendo as merecidas medalhas!!









Leo, obrigado pela oportunidade e vamo que vamo pra Floripa 2012!

Forte abraço,

Felipe Arakawa



Valeu Felipão!!!
Você e toda a equipe mandaram bem demais!!


E aí pessoal, quem vai encarar Volta a Ilha 2012?!?







AJUDE A DIVULGAR ESSE POST!!


Sobre o Autor:
Leonardo Nista Leonardo Nista é editor do ► Corro por Correr ◄ . Formado em Processamento de Dados e Administração de Empresas. Blogueiro nas horas vagas, gosta muito de esportes, e é louco por corridas de rua, desde que largou o cigarro. Seu interesse é trazer informações sobre corridas de rua e manter um blog com qualidade. Leia mais...

RSS/Feed: Receba automaticamente todas as novidades deste blog!
Clique aqui para assinar nosso feed. O serviço é totalmente gratuito!!!

10 comentários:

Alessandro S Silva disse... [Responder comentário]

Muito bom o post e o registro fotográfico. Estou louco para fazer essa prova, mas sei que é complicado conseguir a inscrição.

Boas Corridas!!

Alessandro
http://blog42195.blogspot.com/

Lucas Andrade disse... [Responder comentário]

Grande Léo,

Deve ser uma emoção ímpar participar de um evento desses, correndo com amigos, em trechos difíceis mas que foram superados pelo seu amigo Felipe!

Parabéns ao Felipe pelo post e a você pela iniciativa!!


Ótima semana de treinos!


Lucas Andrade
http://varapido.blogspot.com
@lucasandradeti

Amaral disse... [Responder comentário]

O Felipe disse tudo, nem precisa de comentários.

Em 2012 espero está lá novamente e se der certo na mesma Van que você Leo.

Abração
Amaral
www.pacerun.blogspot.com

Decio Oliveira disse... [Responder comentário]

Olá. Muito legal o Posto as fotos , tudo esta muito bom, seria um sonho para mim correr um dia essa prova. Um abraço e bons treinos...


http://nerdcorredor.blogspot.com/

Felipe Kawa disse... [Responder comentário]

Grande, Leo!
Obrigado pela oportunidade e camaradagem!
Eu escrevi meio as pressas, mas fiz com o máximo de dedicação possível.
2012 tem mais, e eu espero que vc vá conosco!
Como o Amaral disse no post dele, essa é uma prova que não podemos deixar de fazer!
Mais uma vez obrigado!
Forte abraço,
Felipe.

Leonardo Nista disse... [Responder comentário]

Resposta para @Alessandro S Silva

Somos dois então parceiro!!

O único problema que pesa, além do fato da dificuldade em conseguir vaga, é a grana que morre nessa brincadeira! rsss

abraços

Leonardo Nista disse... [Responder comentário]

Resposta para @Lucas Andrade

Fala Lucas!!!

Eles tem histórias para pelo menos alguns meses ainda para contar...é muito bacana, pois da pra perceber a emoção e a saudade que já estão sentindo da Volta a Ilha!

Valeu!!!

abraços

Leonardo Nista disse... [Responder comentário]

Resposta para @Amaral

Torce aí meu amigo, quem sabe não corremos juntos essa prova!!! E na mesma van!!

Depois vou lá no seu blog para comentar, pois já li no serviço!!

abraços

Leonardo Nista disse... [Responder comentário]

Resposta para @Decio Oliveira

Fala Decio!!!

Pensamento positivo!

Veja você correndo a Volta a Ilha 2012 que você vai conseguir!!!

Bons treinos e até mais!!

abraços

Leonardo Nista disse... [Responder comentário]

Resposta para @Felipe Kawa

Agora sim...o autor do post!!!

Valeu Felipe!!

Mandou bem demais no post! Conseguiu transmitir emoção e deixar o pessoal com água na boca!!!

Parabéns para você e todos que correram esse desafio!

São guerreiros!

O blog está a disposição sempre que quiser escrever!

abraços

Postar um comentário

Leia antes de comentar:

Use e abuse dos comentários é por aqui que vamos nos comunicar!! Responderei todos comentários aqui mesmo, por isso, retorne aqui mais tarde para ler a resposta!!

2º Não faça propaganda de produtos que não tem relação com o blog, esses comentários serão deletados.

Comentários com assinaturas com endereço de blog estão liberados!! Divulgue seu blog, vamos aumentar nossa rede de amizades!

4º - Duvidas: Qualquer que seja, escreva ela nos comentários, pois sua dúvida também pode ser a de outra pessoa! Duvidas por e-mail não serão respondidas, pois o intuito da categoria Tutoriais e Dicas é ajudar o maior número de pessoas possível.

5º - Utilize o Formulário de Contato para: Parcerias, Teste de produtos, Convites ou Sugestão/Crítica.

6º É proibido comentários de qualquer tipo de ofensa, seja contra outros usuários ou contra o Blog. Não é permitido também, qualquer tipo de preconceito de religião, política, opção sexual, classe social, raça... O autor tem o direito, e irá exercer, de remover o comentário. Para críticas, favor utilizar o formulário do item 5º.

Muito obrigado por comentar e volte sempre!!!

Amigos e Amigas